sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

MUDANÇA DE CULTURA EM BH!!


Nos últimos 16 anos de orçamento participativo em Belo Horizonte, Minas Gerais, houve uma mudança de cultura cívica na cidade. É a opinião de Ana Luiza Nabuco,
Secretária Adjunta de Planejamento, responsável pela Coordenação do programa de orçamento participativo na capital mineira. Segundo ela, as pessoas passaram a se importar com as obras na cidade a ponto de pariticiparem também da fiscalização, exercerem mais pressão sobre os prazos e custos. Em números, nesses 16 anos, foram mais de 1300 obras aprovadas, 1024 executadas! E a população escolheu a destinação de mais de um bilhão de reais! Dados apresentados no nosso programa desta semana.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

DIFICULDADES PARA PARTICIPAR DO ORÇAMENTO


No programa desta semana, a Eliana Graça, do Inesc, o Instituto de Estudos Socioeconômicos, disse que é fácil participar das discussões de orçamento municipais, mas não há canais para o cidadão participar do orçamento da União.

O regimento da comissão do Congresso que elabora o orçamento prevê que deputados e senadores devem discutir a proposta orçamentária com a população nos estados, mas é apenas uma consulta, não há obrigação de realizar esses encontros e muuito menos de acatar as sugestões apresentadas.

Mas Eliana Graça lembra que na estrutura de governo há alguns conselhos, como o conselho nacional de saúde ou de assistência social, que teriam legitimidade para apresentar sugestões à comissão de orçamento.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

SABE PRA ONDE VAI O IMPOSTO QUE VOCÊ PAGA?


Acabei de ver na Globonew o impostômetro em São Paulo, um painel no centro da cidade que contabiliza quanto o brasileiro já pagou de imposto neste ano. Assustador: um trilhão de reais, por extenso, para não errar na quantidade de zeros!! O próximo Participação Popular será sobre esse assunto. A gente quer falar e discutir pra onde vai o nosso imposto e como podemos acompanhar a sua aplicação, ou até indicar onde ele dever ser investido. Há experiências de sucesso no orçamento participativo em cidades do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e outros estados, mas quando se trata de cidade é fácil acompanhar. E o que acontece quando o assunto é orçamento da União, esse que o Presidente da República manda para o Congresso e é discutivo e votado pelos deputados e senadores? É muito importante o cidadão acompanhar as discussões do orçamento, saber quanto é destinado à Saúde, Educação, para as obras de infra-estrutrura, principalmente para as grandes obras. Ano que vem teremos eleição e o governo quer garantir recursos para o PAC. Será que o eleitor está atento? Será que esses gastos são legítimos? Você vai saber a opinião de especialistas em tributos, acadêmicos, ONGs e deputados que trabalham na comissão mista de orçamento do Congresso. Quarta-feira, 21h30.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

RAUL PRA DESCONTRAIR

FOTO-FLICKR
Neste ano começamos a fazer algumas mudanças no Participação Popular para torná-lo mais dinâmico, mais leve. Essa é uma preocupação constante, não é porque estamos numa tv que cobre a Câmara dos Deputados que temos de ser quadrados, sérios o tempo todo. É assim no Câmara Ligada, programa voltado para os jovens, e também no Participação, que é sério sem querer ser careta. Será que estamos acertando? Uma das medidas foi colocar uma música no final do programa que resumisse o assunto do dia. A escolha da música passou a ser um momento de diversão aqui na equipe de produção, todo o mundo dá pitaco. Mas algumas vezes não somos bem compreendidos.

Semana passada ligou o assessor de imprensa da Associação dos Notários e Registradores do Brasil, da seção do Paraná, para reclamar da música que colocamos no programa sobre cartórios, que foi reprisado. Imagina como é difícil encontrar uma música que trate do mundo dos cartórios! Mas encontramos um clássico do Raul Seixas, Carimbador Maluco. E só nos interessava seu o início:

"Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!!
Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!!
Tem que ser selado, registrado, carimbado
Avaliado, rotulado se quiser voar!
Se quiser voar....
Pra Lua: a taxa é alta,
Pro Sol: identidade
Mas já pro seu foguete viajar pelo universo
É preciso meu carimbo dando o sim..."

A gente quis brincar com as atividades típicas dos cartórios, no programa em que discutimos a necessidade de informatização e as taxas cobradas, que, em alguns casos, são altas. Argumentamos com o assessor as razões pelas quais utilizamos a música. Ele compreendeu, mas manteve a reclamação. Não houve intenção de insultar os tabeliões, chamando-os de malucos! Longe disso. Sempre tomamos o cuidado de dar voz a todos os lados na discussão, por isso o programa tem dois deputados, personagens, representantes dos cartórios etc. Tinhamos inclusive um representante da Anoreg, que no dia da gravação, não reclamou da música. Mas democracia é assim. Compreendemos a reclamação, mas não podemos atender ao pedido de não reprisar o programa no futuro. Ele ficou muito bom e está disponível no site da tv: www.tv.camara.gov.br.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

ALUGUEL VAI FICAR MAIS BARATO?


Será que os aluguéis vão ficar mais baratos com a nova lei do inquilinato? Não dá pra saber ainda, mas o assunto foi muito discutido no programa que gravamos na semana passada e que estréia na quarta-feira (dia 2/12). Os especialistas destacaram que se a lei facilita as relações entre proprietário e inquilino, dando mais garantias para a locação dos imovéis, haverá mais oferta no mercado. O proprietário, em tese, vai perder qualquer medo em alugar, e com isso o preço pode cair. Vamos ver se isso vai mesmo acontecer daqui a alguns meses, depois que a lei for sancionada pelo presidente da República. Lula deve vetar alguns pontos da lei. Ele tem até o dia 9 de dezembro para fazer isso. Quando ocorrer vamos colocar o texto completo aqui no nosso blog.

O programa também dá voz a quem pena para alugar. A principal dificuldade é quanto aos fiadores e ao cumprimento de todas as exigências das imobiliárias. Segundo os deputados que gravaram o programa, Eduardo Sciarra(DEM PR)e Geraldo Pudim (PR-RJ), o fiador poderá ser substituído por outras garantias, como o seguro-fiança que deve também ficar mais barato. A nova lei torna mais ágil o processo de despejo, que hoje dura cerca de 14 meses, e pode ser reduzido para 3 ou 4 meses, segundo Leandro Ibagy,
Coordenador de Locação da Câmara Brasileira de Comércio e Serviços Imobiliários.

Foto - istvan - creative commons

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

PROJETO PAI LEGAL

A promotora de Justiça de Defesa da Filiação do Ministério Público do DF, Leonora Brandão, falou sobre um projeto bacana em Brasília, no programa sobre Não reconhecimento Paterno desta semana. O Projeto Pai Legal começou em Brazlândia, cidade satélite do Distrito Federal. O MP identificou as crianças sem o nome do pai na certidao de nascimento e reuniu todas na própria escola. Nesse grande encontro, foram dadas as orientações de como elas poderiam regularizar a situação dos filhos. Falaram também sobre a importância de atender a uma expectativa das crianças e como isso interfere na vida delas. Segundo uma pesquisa citada pela promotora, 35% dos jovens internados no CAJE, o centro que aplica medidas socio-educaticas nos menores infratores do Distrito Federal, não têm a certidão completa. Com o projeto, só no ano de 2002, foram iniciados 5 mil processos de desconhecimento de paternidade.

Olha o que diz o site do MPDFT:
"A idéia do Pai Legal nas Escolas surgiu com a publicação da Lei nº 8.560/92, segundo a qual todos devem ter o nome do pai em seus registros de nascimento. O objetivo do projeto é garantir o registro paterno às crianças que nasceram antes de 1992.

(...)O programa é realizado desde 2002 notificando as mães de estudantes que não têm o nome do pai nos documentos. Elas assinam uma declaração indicando o nome completo do suposto pai e seu endereço. Em seguida, ele é chamado para uma audiência e pode registrar a criança de imediato. Caso contrário, o Promotor de Justiça ajuíza uma Ação de Investigação de Paternidade e Alimentos na Vara de Família. As partes podem ainda se submeter ao exame de DNA, gratuitamente, realizado no laboratório da Polícia Civil do DF".

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

EXAME DE DNA GRATUITO!


Daqui a uma hora a gente vai exibir o programa sobre o não reconhecimento paterno, um problema que atinge milhares de crianças no país, cuja certidão de nascimento só tem o nome da mãe. O mais legal deste programa foi a disposiçaõ dos dois deputados - Regis de Oliveira PSC SP e Lindomar Garçon PV RO - em aproveitar as sugestões apresentadas pelos outros convidados em projetos de lei que estão sendo discutidos aqui na Câmara e em novas propostas. Em resumo, os especialistas defendem leis mais simples que possam permitir à mãe colocar o nome do pai na certidão, mesmo sem a presença dele no cartório, e esse pai teria um prazo curto para contestar a paternidade.Assim, inverteriam o ônus da prova. Hoje a mãe tem de ir à Justiça para provar quem é o pai da sua criança e frequentemente é pedido o exame de DNA. O deputado Lindomar Garçon propõe o exame de DNA gratuito, para quem não pode pagar. Segundo ele, em Rondônia, seu estado, o teste sai de 800 a 1200 reais. Se você tiver mais alguma sugestão para os deputados pode mandar email direto para eles ou visitar as páginas na internet e conhecer melhor os trabalho dos parlamentares. Anotem aí:

dep.regisdeoliveira@camara.gov.br

http://www.regisdeoliveira.com.br

e

dep.lindomargarcon@camara.gov.br

http://www.lindomargarcon.com.br

terça-feira, 24 de novembro de 2009

ESTRÉIA AMANHÃ ... NÃO RECONHECIMENTO PATERNO



O tema deste Participação Popular é um fato comum na realidade brasileira “PATERNIDADE NÃO RECONHECIDA”. O programa desta semana vai discutir a situação das mães solteiras no Brasil e as ações e políticas que podem ser adotadas pela sociedade e pelo Estado para diminuir casos de homens que não reconhecem suas filhas e filhos. A legislação de nosso país não permite que a mãe não casada registre suas filhas e filhos com a filiação paterna, mas duas em cada três crianças brasileiras nascem fora do casamento.

A especialista Ana Liési, uma das convidadas do programa, acredita na inversão do ônus da prova da paternidade. Neste caso a palavra da mulher-mãe teria credibilidade diante do Estado para indicar já no registro de nascimento quem seria o pai. Esse pai poderia, obviamente, contestar a paternidade que lhe foi atribuída, em um tempo a ser definido. Você concorda?

Aprofunde sua opinião assistindo o Participação que estréia nesta quarta dia 25 de novembro as 21:30h na TV Câmara. O programa conta com a presença do deputado Régis de Oliveira (PSC/SP), autor de um projeto sobre alienação parental, e o deputado Lindomar Garçon (PV/RO), que tem um projeto para permitir exame de DNA gratuito na rede de saúde pública. Além deles, participam representantes das mães e especialistas das áreas judicial, social e psicológica.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

RECLAMAÇÕES

A gente recebeu um telefonema de um telespectador atento! Era um assessor parlamentar da Câmara que apontou um desequilibrio no debate do programa que foi ao ar na semana passada, sobre os direitos dos aposentados. Neste programa, que já está disponível no site da TV Câmara, a gente discutiu o aumento de todos os benefícios da Previdência aos reajustes do salário mínimo, com o deputado Arnaldo Faria de Sá ( PTB SP) com a deputada Rebeca Garcia (PP AM, representantes dos aposentados e economistas. Houve muitas críticas ao governo, mas que ficaram sem respostas imediatas. É claro que a produção do programa se preocupou em trazer o governo. Foram feitos convites para o Ministério da Previdência e do Planejamento enviarem representantes, mas tiveram problemas de agenda, se desculparam e não mandaram ninguém. A princípio não ficamos muito preocupados, porque o deputado Pepe Vargas (PT RS) havia confirmado presença no programa. O deputado é governista e uma das principais vozes do PT na defesa dos direitos dos aposentados. O cancelamento foi feito horas antes da gravação, nós não tivemos tempo hábil para convidar outro governista, os demais convidados já estavam no estúdio para gravar, e diante da pressão do tempo convidamos o deputado Arnaldo Faria de Sá. O Fabrício, apresentador do Participação, explicou a ausência do deputado Pepe Vargas em três momentos diferentes do programa.

Por vezes, infelizmente, em alguns debates um dos lados não comparece e ficamos numa saia justa. Não é o programa desejado, mas a gente não tem saída. Entretanto, as críticas estão aí para serem respondidas pelas partes citadas. Ou pelo menos ficam as informações para instigar o nosso telespectador.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O CONTEÚDO DA TELEVISÃO NO BRASIL


Educar, informar e divertir. Esses são os princípios constitucionais da radiodifusão no País. Violência, sexo, baixaria. Essas são algumas cenas vistas em programas considerados de baixa qualidade e veiculados em horário impróprio para as crianças.
O conteúdo transmitido pela televisão é um dos assuntos que serão debatidos na primeira Conferência Nacional de Comunicação, marcada para dezembro de 2009. Também serão discutidas as regras para a concessão das emissoras, modelo de financiamento para programas regionais, produções independentes, espaço das TVs públicas, e também o acesso das pessoas à internet de banda larga. A ideia é colaborar para que a programação das emissoras contribua para a construção de cidadãos e não fique só no entretenimento, atrelado a índices de audiência.
Esse é o tema do Participação Popular com o deputado Jorginho Maluly (DEM-SP), que é membro da Comissão de Educação e Cultura da Câmara, e com a deputada Luiza Erundina (PSB-SP), representante da Câmara no Comitê Organizador da Conferência. Também participam representantes de ONGs, do governo federal, da área acadêmica e telespectadores.

Após estréia o programa fica disponível também na internet na página da TV Câmara.

Para copiar em DVD o programa após a estréia, favor ligar para 61- 3216 1644.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

ACIDENTE DE TRABALHO EM DEBATE

Para quem quiser saber mais detalhes sobre o que configura acidente de trabalho, direitos da pessoa acidentada, legislação e outras, assista ao próximo Participação! Vale também conferir o bate-papo abaixo...

1) É caracterizado como acidente de trajeto se o funcionário muda o percurso do trabalho para casa (resolve passar na padaria, por exemplo)?

Sim. A lei é clara ao se referir que o acidente de trajeto é o ocorrido no percurso casa/trabalho e vice-versa, independente do itinerário escolhido, se mais distante ou mais curto. Os tribunais têm entendido que um pequeno desvio de curso, como no exemplo acima, não impede a caracterização do acidente (nexo causal). Para afastar o acidente é necessário um desvio relevante, como passar na casa da namorada e ficar horas por lá ou parar em um restaurante e jantar com os amigos.

2) O funcionário afastado por acidente de trabalho tem décimo terceiro?

A previdência paga o 13º salário proporcional ao tempo de afastamento.

3) Caso o funcionário receba por mais de seis meses o auxílio-doença, ele perde o direito a ter férias anuais remuneradas?

O empregado que permanecer por mais de seis meses recebendo auxílio doença perde as férias proporcionais (ainda não adquiridas), segundo um artigo da CLT. Todavia, o dispositivo fere a Convenção 132 da Organização Internacional do Trabalho. Por esse motivo, há quem entenda que o artigo está revogado.

4) Quanto tempo um funcionário pode ficar afastado por doença do trabalho?

O afastamento decorrente de acidente de trabalho, com percepção do auxílio-doença, pode perdurar enquanto a enfermidade existir, sem prazo limite.

5) Quando afastado, o funcionário continua recebendo o mesmo salário?

O benefício mensal equivale a 91% do salário contribuição e não pode ultrapassar o teto de dez salários mínimos.

6) Em que caso o funcionário é aposentado por invalidez?

A invalidez ocorre por uma lesão ou sequela que reduz ou retira a capacidade de trabalho. Se a lesão gerar a total incapacidade para o exercício de qualquer atividade ou profissão, a Previdência Social vai deferir sua aposentadoria por invalidez.

7) O funcionário tem direito a reembolso com despesas médicas no período do afastamento? Quem paga?

Se o acidente ocorreu por culpa do patrão, é dele a responsabilidade pelas despesas médicas. Se não houve culpa do empregador, as despesas correm por conta do empregado.

8) Como sabemos quando o acidente foi por culpa do patrão ou do empregado? Como provar?

Todas as vezes que o empregador descumprir uma norma ou abusar de um direito que cause prejuízo ao empregado, nascerá a responsabilidade de indenizar (culpa do patrão). Todos os meios lícitos de prova são admitidos, tais como testemunha, perícia, confissão e documentos.

9) Em caso de morte por acidente do trabalho, o que ocorre?

Os dependentes do segurado recebem o benefício previdenciário respectivo.

10) Se o funcionário não usar os equipamentos de seguranças exigidos pela empresa e se acidentar, ele continua com os direitos?

Cabe ao empregador fornecer equipamento de proteção individual e fiscalizar se os empregados o estão usando corretamente, sob pena de justa causa. Caso o empregado sofra um acidente por não ter usado o equipamento que teria evitado a lesão, pode ser apontada a culpa exclusiva ou concorrente (junto com a empresa) da vítima. No primeiro caso, a responsabilidade do patrão é excluída. No segundo, reduzida.

11) Os funcionários públicos são penalizados por não estarem cobertos pela lei?

Não, pois possuem lei própria com benefícios semelhantes.

* Entrevista com a juíza Vólia Bonfim Cassar em relação aos acidentes de trabalho para o G1 do dia 29 de setembro de 2009

E AINDA...

SOBRE A LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991

A Lei º 8.213/91, publicada no Diário Oficial da União em 25/07/1991, dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social, estabelecendo as garantias e os direitos dos trabalhadores acidentados, bem como as obrigações que são impostas ao empregador.

Para ter acesso à íntegra da lei, acesse:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8213compilado.htm

terça-feira, 27 de outubro de 2009

INTERRUPÇÃO DO PLENÁRIO


Nós recebemos vários emails e telefonemas na semana passada porque o programa Participação Popular sobre o Fies não foi exibido no horário tradicional, 21h30 das quartas-feiras. Nesse horário o plenário da Câmara ainda votava projetos como aquele que tentava equiparar os salários das polícias militares dos estados com o que recebe a categoria no Distrito Federal. Foi uma discussão acalorada, os deputados só terminaram de votar às 1h30 da manhã. A TV Câmara tem uma norma: o Plenário, o discurso do deputado, seja quem for, não pode ser interrompido. Ele tem liberdade de opinião e a transmissão ao vivo, sem cortes, é a melhor forma do eleitor avaliar a atuação do parlamentar. Isso é sagrado para a emissora e a gente acredita que é fundamental para a nossa democracia. Impede no futuro que algum grupo político manipule o que é transmitido a partir do Plenário. A disputa pelo microfone é dentro das regras políticas!

Por essa razão, o Participação só foi exibido depois das 2h. Uma pena para aqueles espectadores que ficaram esperando o programa às 21h30. Mas, preste atenção nos horários alternativos. O Participação é reexibido em vários horários por uma semana. Dá uma olhada na coluna ao lado das postagens. De qualquer forma, pedimos desculpa aos nossos telespectores por não ter avisado que o programa teve o seu horário de exibição alterado. Vamos tentar consertar isso.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

INFORMATIZAR OU NÃO?

O programa sobre Cartórios vai ter gente que defende a informatização total dos serviços cartoriais, quem vai falar sobre isso é Pedro Paulo Lemos Machado, diretor de auditoria e fiscalização do ITI, que defende a certificação digital. Já o professor de criptografia da Universidade de Brasília, Pedro Rezende, acha que a lei que substituiria papéis para certificação digital é muito frágil, coloca o cidadão em risco.

Para esquentar o debate teremos também dois representantes de associações ligadas aos cartórios: Humberto Monteiro da Costa, Presidente Associação Nacional de Defesa dos Concursos para Cartórios - ANDECC; e Israel Guerra, Associação dos Notórios e Registradores do Brasil – Anoreg.

Mas o que deve dominar o programa é a proposta de emenda à Constituição que garante a posse de dirigentes de cartório admitidos entre 1988 e 1994 sem concurso público.

Até 1988, os cartórios eram transmitidos por hereditariedade. A Constituição tornou obrigatório o concurso público para tabeliães e acabou com a figura dos substitutos. A regra, no entanto, só foi regulamentada em 1994 e a estimativa é que cerca de cinco mil responsáveis por cartórios continuam beneficiados pelo vácuo jurídico de seis anos (entre 1988 e 1994). Esse grupo de pessoas seria beneficiado com a PEC, se ela for aprovada. Mas o presidente da Câmara, Michel Temer, viu inconsistências e não colocou a proposta em votação.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

CARTÓRIOS

Semana que vem vamos exibir um programa sobre cartórios. Veja o que saiu hoje no Valor Econômico STF/Cartórios

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmaram ontem a posição da corte favorável à obrigatoriedade de concurso público para o ingresso em cartórios. Ao julgar ação direta de inconstitucionalidade (Adin) proposta pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Supremo declarou a inconstitucionalidade de três artigos de uma lei estadual de Santa Catarina que, na prática, autorizavam a permanência de titulares de cartórios não concursados que foram empossados até 1994, ano em que foi regulamentado o artigo 236 da Constituição Federal de 1988 que determina a necessidade de concurso. A decisão deve permitir que 160 vagas em cartórios do Estado sejam ocupadas por titulares concursados. (Valor Econômico, STF veta cartório sem concurso)

Queremos ir além do concurso, vamos discutir por que os cartórios não se modernizam. Século 21, tecnologia a pleno vapor e ainda precisamos de carimbo? Alguma sugestão?

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

COMEÇO ENDIVIDADO

Foto de Kioan

Imagina começar a vida profissional devendo R$150 mil reais? Em outros países o jovem recebe incentivos para estudar, se capacitar como bom profissional e ajudar a economia do país onde vive. Aqui no Brasil, o programa de financiamento estudantil para quem quer cursar universidade deixa o jovem numa situação difícil. Essa dívida que citamos no início do texto é da Daiane Vaz de Lima, que se formou em Engenharia da Computação, em 2007, e nos contou a dificuldade que é pagar o Fies. No início eram apenas 50 reais por mês, depois da formatura, os juros, mesmo menores que a taxa básica, foram pesando nas contas. Ela já tentou negociar com a Caixa Econômica Federal várias vezes e a cada conversa era sugerida uma nova conta. Perplexa, ela não entende como são cobrados os juros do empréstimo e não sabe o que fazer com a fiadora, a própria sogra.

Os deputados já aprovaram uma redução dos juros para 6,5% e recentemente para 3,5% para todos os financiamentos do Fies. Neste último projeto, foi aprovado também uma redução de 1% sobre o saldo devedor de estudantes de medicina e da área de saúde que queiram trabalhar na rede pública. A cada ano de trabalho, 1% de abatimento da dívida. Esse projeto tem de ser votado ainda no Senado para ser sancionado pelo presidente Lula.

No programa de hoje à noite, a representante da UNE e a Daiane questionam por que só essas duas categorias profissionais foram escolhidas para receber o desconto e reclamam da falta de clareza nas regras de concessão do financiamento. O Ministério da Educação e a Caixa Econômica Federal estão presentes no programa para responder as dúvidas. Junto com um advogado especialista em causas que envolvem o Fies. Assistam, hoje às 21h30, na TV Câmara, depois comente aqui no blog.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

ESPAÇO DISPUTADO



Dias, semanas tumultuadas aqui na TV Câmara.

A gente funciona dentro do prédio do Congresso Nacional, onde está a Câmara dos Deputados. O local é bom porque é próximo do plenário e de tudo o que acontece com os parlamentares, mas por outro lado cada centímetro é muito disputado. Estamos numa sala muito bacana, transparente, quem passa pelos corredores pode nos ver trabalhando, mas os espaços são otimizados, a redação é cenográfica, de onde se grava o principal telejornal da emissora. Os outros programas são gravados em dois estúdios, um pequeno para as produções que envolvem até 4 convidados e um maior, o auditório-estúdio, que comporta até 120 pessoas. Pois é esse lugar que está na mira de todas as comissões da Câmara. Imagina que há 20 comissões permanentes e mais umas 52 especiais - são comissões para discussão de propostas de emenda à Constituição ou para investigação, as famosas CPIS. Mas não há lugar para elas funcionarem. Resultado, passo várias horas do dia atendendo a telefonemas e administrando a agenda do auditório. Quem pode, que horas, com quais condições usar o estúdio da tv. Se não tiver programa, a gente libera o espaço. Mas dá um trabalhão danado. Semana passada, um dos eventos mudou de horário e não combinou com a gente. Diante da saia justa adiamos a nossa produção. Por isso, semana passada reprisamos o programa sobre Poluição Sonora. Amanhã vamos estrear o programa sobre Fies. Dou mais detalhes amanhã.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

SEGURANÇA NO TRABALHO



Acidente de trabalho vai ser o tema do outro programa que será gravado na quarta-feira dia 14.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho cerca de seis mil pessoas morrem por dia em conseqüência de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. São 270 milhões de acidentes de trabalho não fatais e 160 milhões de casos novos de doenças profissionais por ano. No Brasil, a estatística também assusta. Os acidentes de trabalho causam cerca de 3 mil mortes por ano. Os dados mais recentes divulgados pela Previdência Social mostram que em 2007 houve um crescimento de 27,5% de acidentes em relação a 2006.Essas ocorrências geram ao governo um gasto de 30 bilhões de reais por ano. No ano que vem entra em vigor a nova metodologia do Fator Acidentário de Prevenção que vai taxar os setores que mais adoecem os trabalhadores no país. Vamos discutir com os deputados e convidados o que será feito para as empresas se adequarem às normas de segurança e quais são as responsabilidades dos trabalhadores.

Para esse programa vamos mostrar propagandas engraçadas que chamam a atenção para a falta de segurança no trabalho e já estamos confirmando os últimos convidados. Depois eu conto.

Vamos gravar também o programa sobre FIES. Já temos perguntas gravadas com estudantes nas ruas e reportagem explicando como funciona e quem tem direito ao financiamento. Infelizmente, a Caixa Econômica Federal disse que não vai mandar ninguém. Uma pena, queríamos saber porque o banco, que é público, não pode aliviar os juros para os jovens que estão começando na vida profissional. Os próximos contratos já terão juros reduzidos, pelo projeto aprovado na Câmara. Por outro lado teremos o Ministério da Educação que vai mandar o representante do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, Antonio Correa Neto. Teremos também Daiane Vaz de Lima, que está com dificuldades para pagar o que deve ao banco; Marcela Rodrigues, da UNE; um advogado, Daniel Petrarca, para dar dicas dos diretos de quem se enrola com tantos juros; e também tem os dois deputados, que já falamos no post anterior: Beto Albuquerque e Paulo Pimenta.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

CONVIDADOS FIES


foto Marcelo AC

Engraçado o título acima, os convidados do programa não são tão fiéis, acostumados a participar do programa. Mesmo porque nós temos o cuidado de não repetir um parlamentar e dar direito para todos 513 dizerem o que pensam e prestar contas à população do que fazem aqui no Congresso Nacional. Temos o mesmo cuidado com partidos políticos. Já reclamaram que a TV Câmara só tinha PT, ou PSDB, ou PMDB. Nós temos um controle de participação dos deputados, e sempre nos preocupamos em deixar a aparição dos parlamentares nos programas na mesma proporção das bancadas no plenário.

Para o programa sobre o Fies, conseguimos a garantia da presença do deputado Paulo Pimenta do PT do Rio Grande do Sul, e do mesmo estado o deputado Beto Albuquerque, do PSB. Os dois são referências no assunto do programa. Pimenta é autor da proposta que foi aprovada na Câmara com a redução dos juros do financiamento para 3,5% ao ano. Já o deputado Beto Albuquerque foi indicação de alguns estudantes que ouvimos nos últimos dias. Eles disseram que o deputado está acompanhando a batalha por um Fies justo desde o início.

Além dos parlamentares, já está confirmada a presença da UNE, do Ministério da Educação e Caixa Econômica Federal. Teremos também estudantes atolados em dívidas e cheios de dúvidas, e para esclarecer direitos vamos contar com um advogado especialista na área. Será que eles poderão encontrar uma solução para os devedores do Fies? Vamos torcer, não é?

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

FIES


Recentemente a Câmara aprovou um projeto modificando o FIES, o Programa de Financiamento Estudantil, mas os estudantes não ficaram completamente satisfeitos. Para eles, falta reduzir os juros dos empréstimos atuais. O projeto reduz apenas dos empréstimos contratados depois que esse projeto for aprovado pelo Senado e sancionado pelo presidente Lula. Essas dificuldades frustram os sonhos de muitos jovens que um dia querem chegar à universidade.

O Fies atende a aproximadamente 500 mil estudantes, o equivalente a 5% do total de alunos no país, segundo informou a Caixa Econômica Federal. Outros 9% são atendidos pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) e 86%não estão ligados a nenhum programa. O atual saldo a pagar do Fies é de R$ 5 bilhões, enquanto a inadimplência entre os primeiros contratos - a partir de 1999 - chega a 28%.

Estamos produzindo um Participação Popular para gravar na próxima semana e aceitamos sugestões de convidados e opiniões, perguntas, comentários, para usarmos no programa. Por enquanto, vamos convidar Daniela Pellegrini , líder do Movimento pela Isonomia do FIES, representante da Caixa Econômica Federal e do Ministério da Educação. Alguma outra sugestão?

DO TELESPECTADOR

Pessoal, a gente fica muito contente com as mensagens que recebemos dos telespectadores. Veja esta aqui, de Margareth Lia Lima, de Paracuru, no
Ceará:

"Gostaria de parabenizá-los pelo excelente programa Participação Popular, especialmente o que discutiu sobre a Intolerância Religiosa. Os representantes das religiões e o âncora são fantásticos e gostaria de saber o nome do Deputado, tão charmoso com seu rabinho de cavalo, que participou do programa. Sei que o mesmo é baiano e gostaria de me comunicar com ele.
Parabéns pelo altíssimo nível dos participantes e da produção".


Escrevam sempre!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

BRASIL PACÍFICO?


O procurador do Distrito Federal, Libânio Alves Rodrigues, disse no programa de hoje que o Brasil não é pacífico. Esta é uma imagem que tentam passar. O país só é pacífico "quando as coisas permanecem como estão". Se houver qualquer movimento para inverter a ordem estabelecida seja nas universidades, com o sistema de cotas dando oportunidade aos negros, ou no campo com a invasão de fazendas e a demanda de mais terras para reforma agrária, a sociedade já olha com reprovação. Aquela é uma tentativa que chamam de violência. Esses não são pacíficos. Mas o tema do programa é intolerância religiosa, e o procurador contou que bandidos do Rio de Janeiro, quando se convertem a alguma igreja evangélica, ameaçam as pessoas que cultuam a umbanda ou o espiritismo. "Dão cinco dias para eles sumirem".

O Brasil esconde a intolerância entre os religiosos. Exceto entre evangélicos radicais e seguidores dos cultos afros. A antropóloga da UnB, especialista em religiões, Rita Laura Segato, lembrou das esculturas de orixás que foram destruídas em Brasília. O estado não oferece segurança ao local onde ficam essas estatuas. Mas a catedral de Brasília, católica, é vigiada permanentemente à custa dos cofres públicos. Ela reafirma que o estado deve tratar todas as religiões igualmente. A intolerância religiosa revela um preconceito que o Brasil tem consigo mesmo, contra principalmente as religiões de origem africana. "A nossa sociedade busca referências no eurocentrismo, do que vem do ocidente, representado pelos países da Europa ou Estados Unidos. São noções de poder hierárquico que só perpetuam a situação que existe, e não é pluralista, como realmente é o mundo". O papel do estado, na opinião da antropóloga, é garantir a pluralidade, é legislar contra a vontade dos mais fortes. A solução seria uma escola capaz de produzir cidadãos cosmopolitas.

O deputado Bassuma (PT BA), espírita, disse que o Estado é laico, mas a nação é religiosa. E concordou que o estado tem de tratar todas as religiões com igualdade.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

COMBATE AOS MAUS HÁBITOS ALIMENTARES


Hoje à noite, 21h30, no Participação Popular teremos vários convidados debatendo obesidade infantil. Nós convidamos dois deputados que estão à frente do combate aos maus hábitos alimentares das crianças. O deputado Lobbe Neto (PSDB SP) é autor de uma proposta que prevê o tema "Educação Alimentar" como assunto transversal nas disciplinas de Ciências e Biologia nas escolas de ensino médio e fundamental. Será que isso ajuda? Pode ser. Mas não basta. Outra ação que pode ajudar a melhorar as refeições das crianças é o projeto que restringe a propaganda de alimentos para crianças, proibindo a participação de quem tem até 12 anos e a oferta casada de brinquedos ou bonecos com os sanduíches que atraem as crianças. A proposta é do deputado Dr. Nechar (PV SP), que é médico.

As agências publicitárias estão representadas no programa. Fernando Brettas, Presidente do Sindicato das Agências de Propaganda do Distrito Federal, informa que as agências já se organizaram e criaram uma norma de conduta e não fazem propaganda com crianças. Eu ainda não percebi. Mas vai ser difícil acreditar que o McDonald's deixará de fazer propaganda com os bichinhos dos desenhos animados para atrair a criançada! Bom, julguem vocês mesmos depois do programa.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

ALÉM DA OBESIDADE, CRIANÇAS FICAM DIABÉTICAS MAIS CEDO


No programa que estreia na quarta-feira(23), sobre Obesidade Infantil, o representante da regional do Distrito Federal da Sociedade Brasileira de Endocrinologia, Neuton Dornelas Gomes, diz que além da obesidade crianças de 4, 5 e 10 anos estão tendo mais diabetes tipo dois do que no passado e que crianças de pais obesos tem cinco vezes mais chances de serem também obesas. O médico destacou que os pais devem ser exigentes em casa e, mais que isso, ser exemplo para os filhos. Não adianta evitar o fastfood para o filho, se ele gosta de comer uma pizza todo fim de semana. Mudança de hábito e saúde. Esse é o caminho.

Além do endocrinologista, tivemos no programa uma representante do Instituto Alana, que cuida da parte de consumo por crianças, um publicitário, uma nutricionista e uma mãe de garoto de 11 anos, com 80 quilos. O programa está muito bom!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

QUER AJUDAR A ESCOLHER O TEMA DO PRÓXIMO PROGRAMA?

Aqui na TV Câmara a gente faz uma pesquisa dos temas que se encaixam no perfil do Participação Popular e com alguma relação com projetos ou comissões que estão em atividade e depois levamos para uma reunião de pauta, da qual participam todos os diretores da emissora. É nesta reunião que damos o ponta pé na produção do programa, definindo quem vem discutir o tema e o que pode ser mostrado de participação de pessoas. Uma produtora colhe nas ruas perguntas para os participantes e outra corre atrás dos convidados. Nesta semana gravamos dois programas, sobre obesidade infantil e outro sobre intolerância religiosa. Esses programas serão exibidos no dia 23 e 30 de setembro respectivamente. Já começamos a produção de mais dois temas, violência urbana e outro sobre o Fies, ou melhor, a dificuldade em pagar o empréstimo do Fies. Se você quiser sugerir temas para o nosso programa, mande-nos um email: participacaopopular@camara.gov.br

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

DOPING NO ESPORTE



A Confederação Brasileira de Atletismo, CBAt, anunciou em agosto que cinco atletas acusaram o uso de substâncias proibidas. Bruno Lins Tenório de Barros (200m), Jorge Célio da Rocha Sena (200m e 4x100m), Josiane da Silva Tito (400 metros), Luciana França (400m com barreiras) e Lucimara Silvestre (heptatlo) foram pegos em um teste surpresa realizado em 15 de junho. Os atletas estavam na Alemanha, onde ocorreu o Mundial de Atletismo, e voltaram ao Brasil junto com seus respectivos treinadores para aguardar o resultado da contraprova e estruturarem suas defesas.

Esse é o ponto de partida do Participação Popular que vai ao ar nesta quarta-feira (16) às 21h30 na TV Câmara - depois o programa será reexibido em diversos horários e estará disponível para download no site da emissora.

Doping no esporte não é coisa nova. Há registros de que já acontecia na Grécia antiga, quando os atletas comiam cogumelos para ter desempenho melhor nos esportes. E há quem diga que hoje a tecnologia avançada permite doping genético, muito difícil de ser detectado pelos exames. Como é o trabalho das federações e do Comitê Olímpico Brasileiro no que diz respeito ao doping? Segundo os convidados do programa, hoje são avaliados atletas de apenas 29 modalidades esportivas, mas existem mais de 70 esportes que são praticados pelo Brasil afora. Seria necessário uma política nacional antidoping?

Participam deste programa deputado Gilmar Machado (PT - MG), dep. Eugênio Rabelo (PP/CE; Alexandre Pagnani, da ABECD - Associação Brasileira de Estudos e Combate ao Doping -; Carmen de Oliveira, presidente da Federação de Atletismo do DF;
Renato André Silva, especialista em fisiologista do exercício e
Prof. Alexandre Veli Nunes, da Comissão Nacional de Combate ao Doping do Ministério do Esporte. Depois dêem sua opinião sobre o programa aqui no blog ou nos escreva.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

MUDANÇAS

Pessoal, tivemos problemas - já resolvidos - e mudanças na produção do Participação Popular. Por isso a demora em publicar mensagens. Mas vamos incrementar o nosso blog! Agora temos um diretor exclusivo para editar as reportagens exibidas no programa e para coordenar a gravação, é o Frederico Sokolovsky, de origem polonesa, mas candango como a maioria dos funcionários da tv Câmara. Fred, como a gente o chama, já passou por redações da TV Globo, Record e TV Brasil. Estamos felizes com esse novo parceiro.

A produção continua com Joana Praia, que trabalha na emissora há uns quatro anos. A coordenação executiva fica com Clauder Diniz.

Outra novidade é que estamos elaborando um novo cenário para o Participação. O atual, convenhamos, já deu o que tinha que dá. Nossa idéia é diminuir a quantidade de participantes, de 8 para quatro representantes da sociedade e um deputado. Os convidados vão ter chance de participar mais. Afinal este é nome do programa.

Amanhã, vamos falar do novo programa, que estréia nesta quarta-feira (16)sobre doping no esporte. E as futuras idéias de produção. Até lá.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

DOMÉSTICAS


Segundo a Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad)há no país 8 milhões de profissionais que trabalham nos lares, sejam como caseiros, jardineiros, babás ou como cozinheiras e faxineiras. Trabalho duro, que, às vezes, não é devidamente reconhecido. Um dos problemas maiores, apontado pelos participantes do Participação Popular que vai ao ar nesta quarta-feira (26), é a definição de jornada de trabalho para esse trabalhador. O patrão quer que a empregada faça o café da manhã e ainda limpe a mesa do jantar, comece pela manhã e termine só à noite. Além disso, há outros direitos trabalhistas que não são contemplados, como o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, multa de 40% em caso de demissão sem justa causa, adicional noturno, e hora extra.

No programa de amanhã vamos entrevistar uma empregada que foge aos estereótipos, é branca e está há 32 anos na mesma casa, onde recebe salário mínimo e vive com dignidade.

O Participação vai ao ar às 21h30, na TV Câmara.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

GRIPE "A"

Foto Dan Queiroz

A gripe A fez duas "vítimas" na equipe de produção do Participação Popular. Na verdade, quase três! A produtora Joana Praia, o apresentador Fabrício Rocha e o novo diretor, Frederico Sokolowsky, que passou só algumas horas com mal-estar, mas não chegou a ir para o estaleiro.

E por coincidência ou não, a gripe foi o tema do Participação que estreou na semana passada. Foi tanta correria na redação, com tantas baixas e medidas de precaução na Câmara dos Deputados, que esquecemos de alimentar o blog. Na Câmara, por determinação do Departamento Médico da instituição, qualquer servidor minimamente suspeito de ter a gripe é imediatamente afastado, fica de quarentena em casa. O problema é que os servidores efetivos não tem substitutos. O que resulta em trabalho acumulado para todo mundo que ficou são e salvo trabalhando.

O programa sobre a gripe foi apresentado pelo nossa querida Fabiana Melo, jornalista e mãe de quatro meninas, muito preocupada com as precauções e enxurrada de informações sobre a pandemia. O programa ficou ótimo. O infectologista convidado, Julival Ribeiro, fez o contraponto da representante da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Disney Antezana, e reclamou da demora nos resultados dos exames que diagnosticam se a pessoa tem o vírus e a lentidão na distribuição dos remédios que combatem a gripe. Só para lembrar, o Chile, diferente do Brasil, mandou distribuir o remédio ( que não vamos repetir o nome para não incentivar a automedicação) para toda a população preventivamente. O Ministério da Saúde brasileiro prefere prescrever o remédio só em casos comprovados da doença.

A gente trouxe ao programa uma sobrevivente da gripe, que ficou isolada durante dias, sem contato com amigos nem família. Ela relata que sofreu preconceito e se sentiu esquecida pelo poder público, não houve acompanhamento da secretaria de saúde sobre seu estado. Tem também uma mãe que não tem segurança pra mandar os filhos à escola, e os deputados José Aníbal, do PSDB de São Paulo, e Dr. Rosinha, do PT do Paraná, que contam como foi a Comissão Geral no plenário da Câmara sobre a gripe, na qual foi discutido trabalho de combate da epidemia pelo Ministério da Saúde. Os deputados alertaram para a gravidade do problema, mas disseram que não é preciso pânico. A apresentadora destacou, em certo momento, que a gripe comum ainda mata mais gente por ano no Brasil do que a nova gripe. Assistam ao programa e depois mandem um email pra gente comentando. Se você perdeu o programa pode assistir no site da TV Câmara, o atalho: http://migre.me/5JJn

terça-feira, 28 de julho de 2009

PAIS SEPARADOS, FILHOS DIVIDIDOS


Síndrome da Alienação Parental
Postado no Blog da Ti

Quando um pai, uma mãe ou até uma avó acusa o outro genitor de ter atitudes, palavras e conduta negativa visando minar a relação deste com o filho, ele não está apenas sendo cruel, agindo de má fé, ele está praticando o que, há poucos anos denominou-se Alienação Parental.

“É quando um dos pais tenta destruir a imagem do outro na cabeça da criança”, define a advogada e psicóloga Alexandra Ullmman. “É importante entender que essa aplicação da alienação parental vem em degraus, começa simplesmente no ato de omitir o recado que o pai ligou ou dizer que a criança não pode atender o telefone” complementa Ullmann.

“A Alienação Parental, descrita em meados da década de 80 pelo psiquiatra infantil norte-americano, Richard Gardner, revela-se como uma situação na qual um genitor procura afastar seu filho ou filha do outro genitor intencionalmente, muitas vezes incitando o ódio”.

Na Câmara dos Deputados, em Brasília, um Projeto de Lei quer transformar a Alienação Parental em crime. “Essa lei pode ajudar e muito para que o juiz possa tomar providências efetivas em beneficio do menor”, diz o relator do projeto, Deputado Federal Regis de Oliveira. O referido Projeto sugere que a criança vítima da alienação parental seja avaliada psicologicamente por um perito e, quando houver necessidade, seja afastada do “agressor/manipulador” para que se preserve sua integridade emocional. Ainda de acordo com o Projeto, pai e mãe comprovadamente culpados podem perder a guarda dos filhos e sofrer de 6 a 24 meses de prisão.

Segundo Alexandra Ullman - é comum até ver casos de mães que inventam que seus parceiros abusaram sexualmente dos filhos. “É mais comum do que imaginamos. A mãe diz que o pai abusou da criança, apenas com o objetivo de separá-los” para sempre.

Por fim, para finalizar este post segue a divulgação do Documentário “A morte Inventada”, que levanta a polêmica da Alienação Parental apontando diversos relatos que poderiam ser meus ou seus. Relatos de uma triste realidade. Para assistir basta entrar no endereço eletrônico abaixo e clicar no ícone da televisão.
www.amorteinventada.com.br


Boa reflexão!

PROGRAMAS INÉDITOS

Os novos programas começarão a ser gravados semana que vem, dia 05 de agosto. Os dois próximos temas que estão em fase de produção são:

- Síndrome da Alienação Parental- É uma situação na qual um genitor procura afastar seu filho ou filha do outro genitor intencionalmente, muitas vezes incitando o ódio.

E

- Sacolas Plásticas- os riscos que elas trazem para o planeta Terra.

Você pode sugerir perguntas ou tópicos para serem abordados nos programas. O Participação Popular aceita sugestões.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

SACOS PLÁSTICOS


Você sabia que o plástico leva cerca de 400 anos para se decompor nos aterros sanitários ou nos lixões e o uso de material descartável em excesso resulta no acúmulo de lixo que vai parar nos bueiros, nos rios e nos mares, matando animais, demandando altos investimentos do governo para limpar essa bagunça e piorando a qualidade de vida das pessoas.

São distribuídas, no mundo, entre 500 bilhões e um trilhão de sacolas plásticas por ano. Um produto que têm custo zero para o cliente, mas requer injeções de recursos para solucionar as complicações que elas causam a longo prazo.

Por que as pessoas insistem, afinal de contas, em fazer uso das sacolinhas? Uma das causas, de acordo com o Ministério é uma característica da sociedade brasileira: o reuso para o acondicionamento de lixo, que acontece em todas as classes sociais. Introduzidas na década de 1980, elas causaram uma revolução na coleta de lixo, principalmente para as populações de classe baixa, que não compravam – e ainda não tem o costume de comprar - sacos de lixo por causa do preço.


Em 2007, o Ministério fez um levantamento sobre o tema e descobriu que o melhor a ser feito é reduzir o consumo, desenvolver alternativas tecnológicas e reforçar as campanhas de conscientização. Por isso, em 2008, criou a campanha “Consumo Consciente de Embalagens: A escolha é sua. O planeta é nosso”, lançada em 2008, que versa sobre embalagens em geral e divulga boas práticas.

Muitas pessoas ainda acreditam que a solução está na reciclagem, mas como as sacolas são descartadas incorretamente, geralmente misturadas a outros resíduos, elas ficam contaminados e inviabilizam o processo. Além disso, o problema do excesso persiste. São 800 sacolas por ano para cada brasileiro enquanto existem várias alternativas como as bolsas de feira, as sacolas retornáveis e os carrinhos. A ideia é recusar, sempre que possível, as sacolinhas que já se tornaram vilãs internacionais e já são encontradas até mesmo em locais considerados paraísos ecológicos.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

NO RECESSO


Neste mês vamos reprisar alguns programas que tiveram boa repercussão no primeiro semestre. Acompanhe assistindo pela TV Câmara ou pelo site www.tv.camara.gov.br. Foto Dailyinvention
REPRISES

15/07
PEDOFILIA
COM OS DEPUTADOS VALTENIR PEREIRA PSB – MT E MARINA MAGGESSI PPS - RJ

22/07
BANALIZAÇÃO DA CIRURGIA PLÁSTICA
COM OS DEPUTADOS SEBASTIÃO BALA ROCHA PDT AP E NEILTON MULIM PR- RJ

29/07
TOQUE DE RECOLHER PARA JOVENS
COM OS DEPUTADOS DR.PAULO CÉSAR PR – RJ E ALICE PORTUGAL PCdoB - BA

MERCADO LIVRE

Falando a respeito de compras na internet, alguém perguntou no programa sobre o site Mercado Livre. Você conhece? Será que dá pra confiar? Eu me pergunto se aqueles vendedores existem de fato e se quem faz as pontuações são os compradores. Os representantes da Confederação Nacional do Comércio e do Procon afirmaram que sim, o Mercado Livre é confiável, mas aconselharam: é sempre bom ter cuidado com os vendedores individuais. Postado por Joana Praia

quarta-feira, 8 de julho de 2009

VENDAS NA INTERNET


Nesta semana exibimos um programa sobre o aumento do comércio eletrônico, as vendas na internet, e os cuidados que devemos ter ao encomendar produtos na rede mundial de computadores. Participaram representantes do Procon, da Confederação Nacional do Comércio, empresários e consumidores que adoram e temem a segurança da internet. A representante do Procon garantiu que comprar na internet tem até algumas vantagens, o produto pode ser devolvido em sete dias depois de recebido, sem nenhum contratempo. É uma garantia da lei. Na loja, a compra só pode ser devolvida se houver algum problema com o produto. Pela internet, vale a satisfação do consumidor. Já o empresário relatou que esse comércio é bem mais barato, ele gasta apenas 1400 reais para manter uma loje virtual e precisa só de um funcionário. Em compensação a logística é mais complicada. Me refiro ao transporte do produto até à casa do comprador. Para quem não pode ver o programa, resta assistir na internet. O endereço é www.tv.camara.gov.br Foto Kodomut

terça-feira, 23 de junho de 2009

A SITUAÇÃO DAS PRESAS AINDA É PIOR

Num encontro denominado A Mulher no Sistema Prisional, realizado pelas Comissões da Mulher Advogada e de Direitos Humanos da OAB-SP, a representante da Ordem constatou que ao contrário do tratamento dado aos homens, que nos dias de visita recebem mães, noivas, amantes, irmãs, namoradas e amigas, a maioria das presas é "esquecida" pela família e pelos amigos. De um modo geral, a família se afasta, quando a mulher é condenada. Os parentes preferem se comunicar por carta. Há, ainda, aquelas cujas famílias residem em locais distantes e não têm meios para viajar.
O contato com outras pessoas ajuda o preso a saber dos seus direitos e ter acesso a defesa. Enquanto o homem consegue discutir com um advogado sobre sua situação, as detentas desconhecem os seus direitos mínimos. Será que esse problema está sendo tratado pelo mutirão carcerário organizado pelo Conselho Nacional de Justiça? Nós vamos saber em breve, no programa que vai tratar do assunto.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

QUASE METADE DOS PRESOS É PROVISÓRIA


A repórter Adriana Marcondes nos trouxe algumas informações importantes sobre o próximo tema do Participação Popular, a superlotação nas prisões do Brasil. Preocupado, o CNJ lançou o mutirão carcerário. Uma força tarefa para julgar processos parados há muito tempo na Justiça e que tem como maior prejudicado os presos que cumprem pena por mais tempo do que devem. Veja o que a repórter apurou:

"A atual realidade do sistema carcerário no Brasil começou a ser pesquisada no ano passado, quando juizes realizaram mutirões nos presídios.Encontraram superlotação, pessoas que continuam detidas após cumprimento da pena, falta de assistencia jurídica e ocupação para os presos. O Conselho Nacional de Justiça divulgou números preocupantes:
Dos 446 mil presos no país, quase 43 % são provisórios.
E apenas 57 % foram condenados.
A superlotação acontece em todos os estados do país.O CNJ estima uma defasagem de 156 mil vagas nas penitenciárias.O judiciário está sobrecarregado.73 % dos processos que chegam às varas e tribunais estaduais permanecem sem julgamento.

Outro dado alarmante:
O número de mulheres em prisões subiu 77 % nos últimos 8 anos.

As mulheres enfrentam maus tratos, serviços inadequados durante o pré-natal e o parto, e falta de condições para cuidar de crianças.
Em novembro de 2007, no Pará, uma adolescente de 15 anos foi mantida presa em uma cela com mais de 20 presos adultos. Foi estuprada e torturada por mais de um mês. Só foi solta após denuncia de detentos que não concordavam com a violência.
O absurdo revoltou os deputados. No relatório final a Comissão Parlamentar de Inquérito do Sistema Carcerário recomendou o indiciamento de 31 pessoas, 9 ligadas ao caso da menor estuprada. A CPI também apontou varias outras irregularidade.
Apesar da situação precária em muitas cadeias, o custo do sistema é elevado.Um preso custa de R$ 1300 a R$ 1600 por mês.

domingo, 21 de junho de 2009

ATÉ O LULA TEM TWITTER

Nós comentamos no programa da semana passada que o twitter está sendo usado por todo mundo, até por políticos brasileiros. Seguindo a onda iniciada com Barack Obama, que conseguiu se popularizar por meio do twitter durante a campanha à presidência dos Estados Unidos no ano passado. Pois bem, chegou a vez do Lula, mês que vem o presidente entra com tudo na era digital, vai lançar blog e twitter de uma vez só. Quer saber mais detalhes? Veja lá no site Congresso em Foco .

quinta-feira, 18 de junho de 2009

NOVOS PROGRAMAS! PARTICIPE!



A produção do Participação Popular é muito antecipada, gravamos a cada 15 dias, dois programas de uma só vez. Questão de logística e infraestrutura. Nós nos reunimos na semana passada com editores, diretores do jornalismo, pauteiros da TV Câmara e decidimos fazer os próximos programas abordando dois assuntos que dão muito pano para manga: mutirão carcerário e comercio eletrônico. A gente está pegando carona no mutirão organizado pelo Conselho Nacional de Justiça com o objetivo de agilizar processos de presos que ainda estão à espera de julgamento. Será que a Justiça não poderia ser mais ágil? Queremos trazer ex-presidiários, familiares de presidiários, OAB, e deputados para discutir o assunto.

O outro tema, comércio eletrônico, é bem oportuno, já que as vendas pela internet estão se tornando muito comuns e ainda pairam dúvidas sobre a segurança do sistema. Quais são os direitos e os cuidados que o consumidor deve ter quando decidi digitar o cartão de crédito em uma página da internet?

Se você quiser participar destes programas, mande sugestões de convidados, perguntas, vídeos sobre o assunto, sugestão de músicas para o encerramento do programa, enfim, participe. O canal é aqui, via comentários ou pelo telefone 0800 619619, ligação de graça. Se tiver acesso, mande email para tv@camara.gov.br. Esperamos sua participação.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

TWITTER: A ARMA DE OPOSIÇÃO AO GOVERNO DO IRÃ


Há 20 anos os chineses marcharam sobre a Praça Celestial em Pequim e foram covardemente massacrados. A China impediu o trabalho da imprensa internacional, mas um grupo de 200 estudantes chineses da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, recebeu de amigos, via fax, algumas informações e fotos do que acontecia em Pequim. Rapidamente compraram outros aparelhos de fax e começaram uma ação que se propagou mundo afora, distribuindo informações sobre o massacre e motivando milhares de outras pessoas a protestar contra a opressão do governo chinês. Hoje, nós assistimos outra mobilização relâmpago de todo o mundo contra o resultado da eleição para presidente do Irã, que deu vitória ao atual presidente Mahmoud Ahmadineja, mas desta vez os iranianos estão munidos de celulares e da internet. O Youtube recebe diariamente imagens feitas pela população de Teerã que mostram confrontos entre opositores do presidente e a polícia. Mas principalmente o Twitter está sendo usado para informar ao mundo o que acontece naquele país. Milhares de pessoas colocam informações e mandam recados ( que são chamados de twits) para políticos como o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Lançaram até uma campanha pedido que as pessoas coloram de verde suas fotos e textos em apoio ao povo do Iran. As mudanças que ocorrem na nossa sociedade com o acesso à internet e a esses sites como twitter, orkut e blogs é o assunto do Participação Popular desta semana.
Veja aqui imagens da repressão policial em Teerã, capital do Irã:
agressão de policiais
feridos em protesto
tiros contra multidão

TWITTER, FACEBOOK...SITES DE RELACIONAMENTO



Hoje estreia mais um Participação Popular, às 21h30, na TV Câmara. Esta edição vai tratar dos sites de relacionamento e como eles têm mudando a cara da nossa sociedade. Aos poucos, começando pelos jovens, mas também com adesões daqueles que não estão muito acostumados com a informática, estamos descobrindo como é fantástica a internet e seus milhares de recursos. Os sites de relacionamento que começaram apenas para integrar mais os amigos estão se tornando instrumentos importantes de manifestação popular. É só procurar no Orkut, Facebook, Youtube e agora o Twitter, só para citar os mais conhecidos, grupos de pessoas que querem expor suas opiniões, seja sobre um programa de televisão ou uma marca de refrigerante, até sobre suas opiniões políticas. No Participação Popular de hoje você vai ouvir o que os jovens têm a dizer sobre os sites de relacionamento; vai saber também porque essas páginas podem até viciar; vão entender que nem todo conteúdo pode ser confiável e, além de tudo isso, vai conhecer o site lançado pela Câmara para incentivar a discussão dos brasileiros, via internet, sobre temas que estão sendo debatidos no Congresso, é o www.edemocracia.camara.gov.br.

terça-feira, 9 de junho de 2009

CHEGOU POR EMAIL

Parabéns pelo esclarecedor programa sobre Hepatites virais!

Em Salvador contamos com a atuação de um valoroso grupo (Vontade de Viver) que desenvolve um grande trabalho, levando esclarecimentos à população quanto à prevenção, cuidados e tratamentos, através de campanhas, inclusive nas escolas de nível médio, além de apoio aos portadores do vírus.

Itana Viana, Promotora de Justica de defesa da saúde Ministério Público do Estado da Bahia.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

NOVA ESTRÉIA DO PARTICIPAÇÃO


Dia 10 de junho a discussão vai ser quente.O deputado Marcelo Guimarães Filho (PMDB BA)vai discutir com vários convidados seu projeto que pretende proibir o trânsito de motociclistas no meio dos carros, como foi previsto na elaboração do Código de Trânsito e posteriormente vetado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso. Do outro lado o deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP)que não concorda com regras rígidas para os condutores de motos e quer flexibilizar a lei que restringe o uso de capacetes mais leves e pequenos. Não deixe de ver na tv Câmara. (Foto Paulo Fehlauer)

MOTOS E CARROS PODEM VIVER EM HARMONIA?

O parlamentar Nelson Marquezelli (PTB SP) acha que o problema do trânsito no Brasil não é as motos e sim o condutor dos carros. O parlamentar acha que no geral o motorista no Brasil é mal educado, não sabe conviver com os motociclistas, as ruas são mal feitas, esburacadas e a fiscalização é precária.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

DIVERGÊNCIA DO PÚBLICO COM OS ARTISTAS E PRODUTORES...


Você é estudante? Você concorda com a meia entrada ou você é um produtor que acha que tem que haver uma cota para minimizar os prejuízos que você leva com tantas meias entradas vendidas?
É muito fácil ter uma carteirinha. Mas isso não é problema dos estudantes e sim do poder público que não tem uma fiscalização que funcione.
E agora o que fazer??
Mande suas sugestões pro e-mail tv@camara.gov.br e participe deste polêmico debate. A gravação vai ser dia 10 de junho e o programa vai ao ar no dia 24 de junho. Participe! ilustração Marcelo D'Salete

EXISTE INTERAÇÃO NO TWITTER?


Quarta-feira da semana vem vamos gravar um programa sobre a febre dos sites de relacionamento. Msn, orkut... Você já conhece o Twitter?? Acha que é uma forma de desabafar, uma válvula de escape pro turbilhão de sensações ou sentimentos que temos ao longo do dia? Mas quem se interessa em ouvir o outro, será que alguém lê ou pensa sobre suas postagens? Qual é intenção ou pra serve este enorme mural virtual?

ASSISTAM SEMANA QUE VEM: REGRAS MAIS RÍGIDAS PARA MOTOS!

Saiu na Agência Brasil: "Em Goiânia, morre um motoboy a cada 36 horas. Na cidade de São Paulo, essa média sobe para um morto a cada 24 horas. Na maioria dos casos, são acidentes automobilísticos durante o expediente, segundo o presidente da Federação dos Mototaxistas e Motoboys do Brasil, Robson Alves.(..)O presidente da federação disse que há 2 milhões de motoboys no Brasil e 800 mil trabalhadores no serviço de mototaxi".

Além dos motoboys, lembramos que há os mototáxis nas cidades do interior, muitos motociclistas que preferem andar de moto para ganhar tempo no trânsito e os apaixonados pelo veículo. Afinal, com tanta motocicleta no trânsito não é preciso tornar mais rígidas as regras para os motociclistas? A discussão é grande. Você vai ver no Participação Popular do dia 10 de junho, na TV Câmara.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Ontem estreiou o programa sobre Hepatites!


Até semana que vem, dia 10 de junho, o Participação vai falar sobre...

MONITORAMENTO DA QUALIDADE DA ÁGUA
A coordenação de vigilância do ministério da saúde monitora a qualidade da água em algumas regiões do país. Se tiver nível muito alto de coliformes fecais, os vigilantes alertam para o risco de hepatite tipo A . Este foi o caso de Águas Lindas, em Goiás, onde um poço artesiano foi contaminado pelas fossas da região. Este foi um dos destaques do programa sobre Hepatite que foi ao ar neste dia 3, na TV Câmara.

TRATAMENTO DA HEPATITE CUSTA 60 MIL POR ANO
O paciente que tem hepatite gasta por ano cerca de 60 mil reais com o tratamento, considerando todos os medicamentos complementares, como antidepressivos. É o que revelou o presidente da OnG Grupo C, Epaminondas Campos. Ele próprio é um portador e trabalha na orientação de pessoas que contraíram o vírus.

ORÇAMENTO MENOR COM MAIS PACIENTES
Dep. Geraldo Thadeu diz no programa contra as hepatites que o orçamento para tratamento da AIDS é de 20 a 25 vezes maior que o destinado às hepatites, apesar da doença ser também transmitida por vírus e atingir muito mais pessoas. Isso ocorre porque há poucos diagnósticos, não se descobre a doença na fase inicial.

TATUAGEM
Os especialistas que participaram do programa sobre hepatite chamam a atenção para o perigo dos piercings e tatuagem. O vírus da hepatite sobrevive até 7 dias na tinta usada na tatuagem.

HEPATITE TIPO D
Infectologistas já conseguiram detectar um novo tipo de hepatite, a D. Mas ela ocorre somente em quem já teve hepatite B, aquela transmitida por contato sexual. A incidência do tipo D é mais comum na região Norte.

terça-feira, 2 de junho de 2009

A ESPERA POR UM TRANSPLANTE ...

Segundo o presidente da Frente Parlamentar das Hepatites e Transplantes, dep. Geraldo Thadeu, morrem por ano cerca de 2/3 dos pacientes que esperam por transplante de fígado. Há poucas doações e poucos hospitais habilitados neste tipo de cirurgia complexa. O interessante é que alguns doadores são familiares, já que o fígado é um órgão que se recompõe.O programa sobre Hepatites vai ao ar amanhã, quarta-feira, às 21h30 na Tv Câmara.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Medicamentos modernos contra a hepatite


O representante do Ministério da Saúde disse no programa desta semana que no final deste mês, junho, o ministério vai concluir a compra de novos medicamentos, com um "protocolo" atualizado para hepatite tipo B. Na prática serão comprados drogas mais modernas para combater esse vírus que transmite a hepatite B, contágio mais comum através das relações sexuais

REDE PÚBLICA NÃO TEM VACINA PARA HEPATITE A


No programa desta semana sobre o controle das hepatites, o coordenador do Programa Nacional de Prevenção das Hepatites, do Ministério da Saúde, Ricardo Gadelha de Abreu, confirma que não há vacinas contra o tipo A da doença na rede pública, quem quiser se vacinar tem de ir à rede privada e pagar!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

O que você está fazendo?


Eu estou postando essa mensagem no blog do Participação e conferindo os meus feeds.
E Todos os meus amigos sabem disso porque eu estou no Twitter!
No próximo Participação que ainda iremos gravar, deputados, especialistas e pessoas comuns vão comentar sobre mais essa maneira virtual de se relacionar. Prós e contras do twitter e outros sites de relacionamnetos.
E se você quiser saber mais é só adicionar a TV Câmara no seu Twitter.

Estamos produzindo este outro também...


Ilustração Marcelo d´Salete


Carteirinha de curso de computação, de natação, de manicure, de inglês, não importa do que, se você está estudando, você pode ter uma carteirinha de estudante. A fiscalização também é frágil, por isso, as carteirinhas falsificadas ou de estabelecimentos burlados são produzidas aos montes. As entradas acabam dobrando de preço para compensar aos produtores a quantidade de meia entrada que eles precisam vender. Os artistas e produtores reclamam do prejuízo e os estudantes contestam: A carteirinha é um direito adquirido!
E você o que acha? Concorda com o projeto que pretende limitar o número de ingressos vendidos para estudantes nos espetáculos e eventos culturais?
Postado por Joana Praia

Motos nos corredores??




Para os motociclistas, andar nos corredores entre os carros é a maior vantagem de se ter motos. Correr contra o tempo e muitas vezes colocar a vida em risco, é assim o dia a dia de quem anda de moto. Para a maioria das pessoas, os motociclistas representam um grande perigo para o trânsito, uma porta que se abre de um carro pode ser fatal, além do risco de atropelamentos e outros. Mas pra que serve uma moto atrás de um carro?? Para os motociclistas não faz o menor sentido! E você o que acha?
Confira no Participação do dia 10 de junho as 21:30h, na TV Câmara! Foto Paulo Fehlauer
Postado por Joana Praia

Conheça mais as Hepatites Virais

O programa Controle das Hepatites vai ao ar dia 03 de junho, numa quarta-feira. O programa falou das hepatites em geral, desde a Hepatite A que se pega pela água principalmente até as mais graves onde o contágio é através do sangue ou por contatos sexuais. O programa foi interessante pois mostrou casos de pessoas que se curaram da hepatite C e também discutiu formas de prevenção e a importância de fazer os exames para detectar a doença, quais vacinas existem etc. Vale à pena assistir pois as hepatites são doenças silenciosas e por isso toda informação é bem vinda! Quem veio ao programa foi o Dep. Geraldo Thadeu PPS MG e também o Deputado Antonio Carlos Mendes Thame PSDB - SP, além do Ricardo Gadelha de Abreu que é Coordenador do Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais do Ministério da Saúde, a Dra. Sônia Geraldes Coordenadora de Hepatites do DF, uma mãe que teve três filhos contaminados em Águas Lindas Goiás, a Maria Marta Monteiro Almeida, o Epaminondas Campos da ONG Grupo C e a assistente social Edna Nakamai.
Postado por Joana Praia

sexta-feira, 22 de maio de 2009

HEPATITE E MOTOS NAS RUAS

Estes são os proximos temas de programas que serão gravados: hepatite e nova legislação para motos.

Estamos recebendo sugestões de participantes e músicas sobre o tema para encerra o programa. A produtora já sugeriu Vital e sua moto do Paralamas. Alguma outra idéia?

REPERCUSSÃO

Recebemos um email denunciando um caso de violência contra crianças. Foi de uma telespectadora que assistiu ao Participação sobre Pedofilia no dia 20 de maio. Já encaminhamos a denúncia aos participantes do programa e a outras autoridades.

A gente reproduz aqui parte da mensagem, ocultando, obviamente, os envolvidos.

"Boa noite !!!!Acabo de assistir um programa que estava debatendo sobre o "combate a pedofilia", tudo que foi dito me deixa aliviada e ao mesmo tempo confusa, pois "parece" que alguma coisa está sendo feita, mas nada
tão significativo na prática, pois estou procurando ajuda há algum tempo sobre um caso de pedofilia, onde o
acusado é o pai e não consigo apoio de nenhum orgão (...) Percebo que os casos que são solucionado só acontecem quando vão para a mídia ou atingem pessoas de classes mais abastadas, mas acreditando ainda na justiça irei fazer um breve relato sobre o caso, pois clamo por socorro, sou a voz de uma criança que ainda não tem forças para lutar por uma vida digna.

A gente espera que esse problema seja resolvido logo e ficamos gratificados em saber que o programa está colaborando no combate à pedofilia.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Filho, só até as onze hein...

Teremos ainda...
Dia 27 de maio o programa vai ser sobre o toque de recolher. O programa foi divertido, vários adolescentes deram sua opinião, jovens nas ruas e até por uma webcam (conversamos com o Henri e o Vitor de Fernandópolis, pai e filho). Entrou também um rap onde dá pra entender a revolta dos jovens que estão sob este regime! Os dois deputados que vieram são contra o toque de recolher. O juiz Evandro Pelarin, que implantou a medida, ficou num fogo cruzado, mas defendeu bem sua posição. A análise foi boa, deu pra perceber que os pais gostam da medida, já os filhos...
Pra quem não tem uma opinião formada vale à pena ver o programa... E pra quem tem também!
Postado por Joana Praia

Programa pesadaço... mas bem real

O tema da próxima quarta é Pedofilia. No programa o Deputado Valtenir Pereira PSB MT falou de um projeto que ele criou e batizou de PEC Kaytto (uma homenagem a uma criança de dez anos, violentada e assassinada por um pedófilo em 13 de abril deste ano). Neste projeto ele quer proibir a progressão de penas no caso de crimes hediondos. O deputado comentou também que pretende aprovar uma lei que as escolas sejam obrigadas a contratar psicólogos e assistentes sociais que possam observar e acompanhar o comportamento das crianças, para antecipar ou detectar qualquer quadro de abuso...
O pai de Kaytto estava no programa, muito emocionado com a recente perda, Seu Jorgemar tentou ajudar outros pais a detectar situações de risco. A deputada Marina Maggessi também abriu o coração e lembrou que já foi assediada sexualmente quando criança. Vale à pena assistir... neste quarta dia 20 de maio.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Oportunismo

Manoel Mendes de Oliveira, presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos - Seccional do Distrito Federal - disse que está assustado como as empresas estão aproveitando a crise para demitir. Puro oportunismo! Foi no programa sobre desemprego, assista na quarta-feira, dia 13, às 21h30 na Tv Câmara.

Temeridade!

o que disse Atenágoras Lopes Coordenador da campanha pela readmissão dos demitidos da EMBRAER , que mandou pra casa mais de 4 mil funcionários neste ano: " o governo e a Câmara precisam aprovar uma lei que garanta estabilidade para os trabalhadores no Brasil por dois anos" ...o que será que os empresários acham desta idéia?

QUEM É CONTRA O TOQUE DE RECOLHER?

E quem é favor do Toque de Recolher ? e for morador das cidades de Ilha Solteira, Fernandópolis, e Itapura, pode participar do Programa Participação Popular. Entre em contato com o diretor do Programa por email: clauder.diniz@camara.gov.br A particpação será via skype!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Toque de Recolher e Pedofilia

Dia 13 vamos gravar dois programas: Pedofilia e Toque de Recolher. Queremos a participação dos jovens lá de Ilha Solteira em São Paulo. Quem se habilita?

segunda-feira, 4 de maio de 2009

ENEM não é ranking de melhores escolas!

" A nota do ENEM é o desempenho individual do aluno no Ensino Médio. O conjunto não representa necessariamente o desempenho e a qualidade da Escola. Um exemplo: a escola que está caracterizada como a melhor do Brasil ( no resultado do Enem) é dos Jesuítas do Rio de Janeiro, que só tem meninos. A gente poderia chegar a uma conclusão absolutamente errada que os meninos são melhores que as meninas. Do ponto de vista pedagógico somente meninos ou meninas na escola é uma proposta inapropriada para a sociedade em que vivemos - falo isso como educador com 40 anos de trabalho."

ERASTO MARQUES Prof. Educação - UnB - Convidado do Participação Popular/ 06 maio

Novo Vestibular

O programa desta semana (dia 6/05) vai falar sobre a proposta do Ministério da Educação de instituir um vestibular único para todo país. As Universidades, como são autônomas, têm que decidir se adotam ou não a nova sistemática. O programa vai ter estudantes que vão tentar vestibular neste ano, especialistas em provas, Educação e pedagogia- e a presidente da Comissão de Educação da Câmara, dep. Maria do Rosário. Só pra lembrar: 21h30, quarta-feira na Tv Câmara.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

A VOLTA!!!

Faz mais de um mês que não acesso o blog. Tá difícil levar a direção e produção executiva de vários programas ao mesmo tempo. É! Porque não tenho só o Participação Popular para me preocupar, mas também o Palavra Aberta, o Expressão Nacional e, de quebra, ainda dou um suporte para o VerTV, o programa sobre televisão da TV Brasil que é gravado na tv Câmara e exibido pelas duas emissoras. Bom vou ver se agora consigo colocar mais informações sobre a produção do Participação, prometo!

terça-feira, 17 de março de 2009

OUTRA SUGESTÃO DE MÚSICA

Disseram que aquela música do Gonzaguinha... viver, e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar e cantar.... é mais astral para terminar o programa... que acham?

PARA ACOMPANHAR A CONFERÊNCIA PELA INTERNET

Para quem quer acompanhar a conferência em Brasília e não vai poder ir ao encontro, a alternativa é a internet. Segundo os organizadores, a abertura do evento será transmitida em tempo real.

Os interessados deverão acessar a página da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR) e clicar no link http://cndpi.mj.gov.br/cndpi/ , que estará disponível na home page ou ainda no site especial da 2ª Conferência.


Sugestão para terminar o programa.

A Joana Praia, produtora do programa, está sugerindo colocar essa música no final do programa do dia 25 sobre idosos.

Esses Moços

Esses moços , pobre moços
Ah se soubessem o que eu sei
Não amavam não passavam
Aquilo que eu já passei

Por meus olhos, por meus sonhos
Por meu sangue, tudo enfim
É que eu peço a esses moços
Que acreditem em mim

Se eles julgam
Que há um lindo futuro
Só o amor
Nesta vida conduz

Saibam que deixam o céu
Por ser escuro
E vão ao inferno
À procura de luz

Eu também tive
Nos meus belos dias
Essa mania que muito me custou
Pois só as mágoas que eu trago hoje em dia
E essas rugas
O amor me deixou

Esses moços , pobre moços
Ah se soubessem o que eu sei

CONFERÊNCIA SOBRE OS DIREITOS DOS IDOSOS

Para quem se interessa pelo tema do próximo programa, veja os detalhes da segunda conferência sobre os direitos dos idosos que será realizado pelo governo. O encontro ocorre nesta semana, mas vamos acompanhar os resultados e colocar aqui no blog para quem acompanha o assunto.


2ª CONFERÊNCIA NACIONAL DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA SERÁ ABERTA NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA (18), EM BRASÍLIA

Começa na próxima quarta-feira (18), em Brasília, a 2ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa (2ª CNDPI). O encontro contará com a participação de 508 delegados e delegadas eleitos nas etapas estaduais e distrital, bem como de 28 delegados natos, membros do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI), além de convidados e observadores. Ao todo, serão mais de 800 pessoas de todo o país. O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o ministro Paulo Vannuchi participam da cerimônia de abertura, às 19 horas.

O tema da conferência é "Avaliação da Rede Nacional de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa: Avanços e Desafios". a O evento é coordenado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR), de representantes de entidades da sociedade civil e órgãos públicos que compõem o Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI).

O encontro será realizado no Centro de Convenções do hotel Brasília Alvorada.

Conjuntura - O Brasil está envelhecendo, mas o próprio brasileiro parece não enxergar a realidade. Embora o processo seja irreversível, e os números comprovem o fato - segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2007, população idosa chega a quase 20 milhões de habitantes, ou 10,5% do total de brasileiros -, o país ainda caminha a passos lentos rumo à erradicação de problemas que complicam a vida de quem tem 60 anos ou mais. No rosário de entraves ao envelhecimento digno do cidadão estão as dificuldades de acesso à saúde, à cultura, ao esporte, ao lazer, a violência e os maus-tratos, o mau atendimento do transporte público. Muitos avanços já foram conquistados, mas o país ainda insiste em fechar os olhos para esta população que, a despeito de qualquer desprezo, se move pelos campos e cidades, faz uso de equipamentos públicos, quer se divertir, tem sonhos, projetos e o direito, nem sempre garantido, de abraçar o tempo como a um amigo, sem medo do que virá.



Envelhecimento da população brasileira - Segundo estudo do IBGE, divulgado em novembro de 2008, a população brasileira passará de 190 milhões em 2008 para 220 milhões de habitantes em 2039/2040, e então começará a diminuir. Em 2050, seremos 215 milhões de brasileiros, o que implica necessariamente nosso envelhecimento: nossa idade mediana será de 46 anos. Hoje, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2007, a população de pessoas idosas chega a quase 20 milhões de habitantes, ou 10,5% do total de brasileiros.

Abrigos - cerca de 1% da população de pessoas idosas no Brasil vive em abrigos públicos, privados e/ou sem fins lucrativos. Essas instituições freqüentemente apresentam , entre outros problemas, más condições sanitárias e de violência contra a pessoa idosa. Entre as ações previstas no Pacto pelo Envelhecimento Saudável está o reordenamento dos abrigos existentes no país. O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) deverá mapear os abrigos públicos e que recebem recursos federais, criando um Cadastro Nacional, e instituir normas e padrões mínimos a serem seguidos. Outra ação prevista no Plano é a realização de uma campanha de mídia voltada para a valorização da pessoa idosa.

Enfrentamento da Violência - os maus-tratos contra a pessoa idosa são os problemas mais graves enfrentados por este segmento da população. Estima-se que 80% deste tipo de violência se dá dentro de casa, no âmbito familiar. A Secretaria Especial dos Direitos Humanos coordena a implantação de um Disque Denúncia - Módulo Pessoa Idosa como política de enfrentamento da questão. Segundo o Ministério da Saúde, entre agosto de 2006 e julho de 2007, 65% das denúncias atendidas nos serviços de referência foram feitas por idosos, e a violência psicológica foi a mais relatada (55%), seguida da violência física (27%) e do abandono (22%). Destas, 86% foram configuradas como violência doméstica.

Alexandre Kalache - O gerontologista carioca vai proferir a palestra de abertura da Conferência. Chefe do Programa de Envelhecimento e Saúde da Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1995, Alexandre é doutor em Saúde Pública pela Universidade de Oxford e trabalha há quase 30 anos na Europa com questões relacionadas às pessoas idosas. É fundador do Departamento de Epidemiologia do Envelhecimento da London of Hygiene and Tropical Medicine e consultor sênior da Academia de Medicina de Nova York.

Alexandre, um dos principais estudiosos de sua área, viaja pelo mundo para defender a elaboração de políticas públicas pela melhoria da qualidade de vida da população idosa.

Pacto pelo Envelhecimento Saudável - resultado da articulação realizada pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos junto a 10 ministérios, o decreto será assinado pelo presidente Lula na abertura da Conferência Nacional da Pessoa Idosa, e se constitui em três eixos: Emancipação e protagonismo, Garantia de direitos e Informação e formação.

Transporte Público - Nas grandes cidades, um dos problemas mais sérios enfrentados pelos idosos é péssimo atendimento dispensado pelos motoristas de ônibus. é comum de pessoas idosas a queixa em relação ao tratamento que recebem ao utilizar o transporte público nas nossas cidades. Motoristas impacientes com a dificuldade de mobilidade, a ocupação indiscriminada dos assentos reservados à pessoa idosa, acidentes causados pela falta de atenção e cuidado. Para Maria da Conceição de Sousa, de 72 anos, moradora da Asa Norte, em Brasília, das inúmeras barreiras existentes, a luta diária para utilizar o transporte público, principalmente os ônibus é terrível. "É um verdadeiro martírio tentar embarcar e conseguir assento nos transportes públicos", exemplifica. Segundo ela, o descaso e a falta de educação por parte dos motoristas de ônibus é enorme e machuca. "Parece que eles estão nos fazendo um favor, são cruéis", lamenta Maria da Conceição. Ela conta que percebe o quanto ficam incomodados por ela exercer o direito de ir e vir com passagem franqueada.

Baile - durante a Conferência, no dia 19 de março, será promovido um baile para os participantes e convidados, eles serão 40% dos conferencistas. No repertório dedicado aos que têm mais de 60, Glenn Miller, Banny Goodman, Severino Araújo e Orquestra Tabajara, Charles Aznavour, Ray Connif e muito mais.



2ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa

Data: 18 a 20 de março de 2009
Local: SHTN Trecho 1, Conj 1B, Bloco C

Horário da abertura: às 19 horas do dia 18